sábado, agosto 11, 2012

Valha-nos o Pedro, com sua inconfundível elegância, para relembrar uma das iniciativas mais geniais tomadas neste país, especialmente para as crianças.

Provavelmente, terá sido assim que comecei a adorar música clássica.

Não percebo como esta obra ainda não foi reaproveitada, relançada. O que será feito da Ana? Caramba, pais da blogosfera, andam a dormir? Graças ao Pedro, daqui em diante, a Cacau só vai ouvir disto.

Mais tarde, do último álbum lançado, era muito apreciadora deste tema, irritando o meu irmão Zéiii sempre que tivesse oportunidade.


No entanto, porque apetece-me encher este post de boas e sonoras recordações (Será do Fizz?), estas  ficaram no coração.









Se a memória não me falha, este terá sido o post com mais conteúdo brilhante que já escrevi. 

8 comentários:

Liliana Fernandes disse...

Obrigada por esta seleção...Gostei muito! Brilhante a Ana Faria :)

vidasdanossavida disse...

Viajo sempre no tempo com estes "clássicos" e também já tiveram honras no meu blogue, depois de uma manhã inteira a cantar e a dançar com o meu filho.

Pedro disse...

Os Brincando aos Clássicos são simplesmente maravilhosos (para ser o melhor post, falta-te esta: http://www.youtube.com/watch?v=xlVYvflls0Q :P)

Anita disse...

Pois eu cá tive uma infância a ouvir Ana Faria e Queijinhos Frescos. O meu filho já "ganhou" 1cd (isto para não falar dos duetos que faço com a minha irmã e que ele tem de ouvir!)
Priceless!!!

A disse...

o luís o luís, tem ranho no nariz... o meu primo adorava esta cantilena :)

Alexandra disse...

Pedro,

Claro!


A.,

O meu também!

Leididi disse...

A Ana faria (também mentora e criadora dos saudosos Onda Choc) deixou as lides da música (o cansaço venceu-a) e dedicou-se à pintura. Doss queijinhos frescos só um se dedicou à música (clássica), o mais novo, acho eu. Outro é advogado e o outro, não me lembro.

PS- esta verificação de palavras é impossível!!

Alexandra disse...

Mais um advogado, coitado.

A verificação de palavras mantém os chineses doidos spameiros lá fora!