quinta-feira, julho 21, 2016

Já que todos andam à caça, também ando eu

Ando à caça.

Não é aos Pokemons. É à pochette.

Sábado, tenho um casamento de família e precisava assim de uma que desse com um vestido de renda cor-de-rosa vivo, que comprei na ASOS. As sandálias são bem altas, de camurça bege, com uma tirinha à frente e outra a abraçar o tornozelo. Têm o calcanhar bordado a lantejoulas prateadas fosco.

Por acaso, até não me faltam carteiras mas nenhuma que diga "É isto mesmo."

Tenho corrido tudo, centros comerciais, etc mas só encontro mais do mesmo.

Hoje, lembro-me de passar no centro das Amoreiras, antes de ir para a dança, que fica ali ao pé.

Apanho o autocarro no Marquês e, quando vou a sair, um simpático senhor, na sua pressa idiota, pisa-me a parte de trás da alpercata, que, imediatamente, se descose toda, ficando com o tecido solto de toda a parte do calcanhar da sola.

Nem os chinelos tinha na mochila, apenas as sapatilhas de Ballet. 
Resultado: Fui a arrastar os pés até ao centro comercial, como uma maluquinha. Para disfarçar, agarrei no telemóvel e fingi estar distraída e por isso, arrastar-me muito devagar. Devagar é eufemismo. Tive de esperar por todos os sinais das passadeiras e, na última, fingi-me de coxa para não receber buzinadelas.

Poderia ter acontecido no Colombo. Na Baixa. Em qualquer sítio em que o pessoal andasse roto mas não. Foi logo nas Amoreiras, onde a probabilidade de encontrar alguém conhecido é de 1 para cada 10 metros quadrados.

Lá fui eu, qual caracol, não com os corninhos ao sol mas com a face em brasa, tal estava irritada e constrangida.

Ou seja, a caça à pochette foi preterida pela caça à sandália.

Sorte, minha, a primeira loja que apanho quando entro, é a Benetton. Diga-se de passagem que há anos que não dou nada pela Benetton. Ficou no tempo. Não sei o que é que aqueles designers têm na cabeça. Contratem-me e juro que o raio da marca volta à berra (Sem falsa modéstia.).

Estava eu a dizer, bendita Benetton. Pois vejo logo, de longe, umas sandálias bem giras (e confortáveis), em pele, pela módica quantia de 15.80 Eur e (Sorte, mesmo sorte! - Nem pareço eu!) no tamanho 36.

Nem na Zara me safaria, que já só há traineiras para pézudas.

Resultado: Sandálias novas super confortáveis e étnicas: 1
Pochette: 0

(Amanhã vou às Marias e correr a Baixa.)

2 comentários:

Evy Percebes disse...

Boa sorte! Vais ver que quando menos esperares a pochete vai aparecer! ;)

mysupersweettwenty disse...

Diria que foi um mal que veio por bem :P