quinta-feira, abril 23, 2009

Carta aberta ao Senhor Belmiro de Azevedo


Ora bem, é um facto.

Até dia 3 de Julho, nem eu nem os meus colegas conseguiremos pensar em mais alguma coisa que não seja dança.

Ok, um pouco de trabalho também. E sexo... mas a ideia a reter é dança. Dança, dança, dança. (Falar também será difícil, preparem-se.).

Sendo assim, uma das grandes preocupações femininas é a dieta. Tanto os figurinos (Já viram o Cell Block Tango?), como o facto de os homens terem que nos elevar, de um lado para o outro, o propiciam. Sim, a nossa preocupação nem é estética. É mesmo eles poderem connosco. 

Portanto, amiga e compreensiva que sou com a classe masculina, já principiei um certo cuidado com a alimentação.

Uma vez que o meu trabalho tem exigido uma rotina que implica levar almoço de casa (e, pela primeira vez na vida, desde os tempos do colégio, aprender o que isso é), hoje de manhã, decido fazer uma bela salada de alface acompanhada de rissóis de camarão, da marca Continente.

Sete da manhã, e um cheiro insuportável a fritos, na cozinha. O Reggae furioso pelas penas oleadas e pela janela escancarada que não lhe permitiu ter ordem de soltura logo cedinho, como é costume.

Lá acomodei a meia dúzia de rissóis entre duas ou três folhas de alface, no tuperware (Sou oficialmente uma bimba da periferia.), tremelicando o lábio inferior a contragosto, pois muito me custam estes regimes dietéticos desprovidos de alimentos lascivos.

Posto isto.

Senhor Belmiro,

Reconheço que estamos em época de crise e que a poupança pode ser o ganho. 

Mas daí a ter engolido os seis rissóis, tacteado o seu interior, um a um, com a língua, espreitado, certificado, não se compreende porque é que só no último é que encontrei vestígio de metade de um camarão do tamanho dos camarões vendidos em Alcácer, mais seco, enrugado e chupado que as minhas mãos no inverno.

Telefono para casa, peço à minha mãe para ler o rótulo da caixa.

"Ingredientes: blá, blá, essência de camarão."

Essência de camarão? Quer isso dizer que me calhou o brinde?

O camarão explorado, chupado, do qual retiraram a ferros a essência para meia dúzia de rissóis (Julgava eu que as essências eram sempre mais caras por serem concentradas.).

O desgraçado que deu o suco, o sabor ao manifesto?

Sr., Belmiro,

Para a próxima, faça como se faz com os toiros de lide. 

Retire-lhe a essência mas premeie com uma aposentação num oceano desafogado.

Ou preencha-lo de botox.

Não o traumatize mais num rissol, com a carne seca e encorrilhada.

É que o dito estava mesmo enfezadinho.

Para além de saber a nada.

Nota: Atenção que os da foto estão fora da validade pois datam de 29/03/2007. A não ser que pretendam camarões corrosivos, em vez de encarquilhados.

29 comentários:

wednesday disse...

Bem, dado que não sou grande fã de fritos, não teria esse problema. Mas realmente é vender gato por lebre. Ao menos sabiam a camarão? Cá para mim essa essência ainda era um composto qualquer que acharam que tinha um sabor levemente parecido com o camarão...

Alexandra disse...

Era um camarão pelo menos para seis rissóis (ainda não provei os restantes seis). Logo, o sabor era infimo.

Jedi Master Atomic disse...

Comer fritos é uma dieta??? Hmmm

Hoje ao almoço marchou uma bela fatia de bolo de amendoa com doce de ovos. Também estou em dieta !!! Weeeeeeeeeeee

Alexandra disse...

Claro.

Também não posso passar fome...

Ana S. disse...

Seis rissóis, Alexa?????

Não bastavam dois?

Alexandra disse...

Queres que morra de fome????

Jedi Master Atomic disse...

Sugestão do chefe Jedi: Enriquece um bocado mais essa salada, para alem da alface, põe tomate, beterraba, milho e cenoura, tubo bem regado com azeite.

Depois como substância para proteinas deita-lhe uns cubos de soja. Mesmo que não gostes de comer cubos de soja, o sabor é disfarçado pelo resto da salada ;)

A disse...

tens a certeza que não era um perfume, o que compraste? essence de la crevette? oui, c'est moi

Alexandra disse...

Jedi,

Claro. E ao fim de meia hora de dança desmaio.

A,

Ahahahah! Ainda assim, mais saboroso que a salada do Jedi!

Jedi Master Atomic disse...

Claro que não pah. Comes isso 1h30 antes da dança. Ainda te dá mais força para a dança, vais ver :P

Alexandra disse...

A essa hora como uma banana e uma ferradura de chocolate.

Não me conspurcas com esses maus hábitos alimentares!

Jedi Master Atomic disse...

AAAAAAAAhhh banana e ferradura. Porque é que não disseste logo, pah. Esses 2 itens dão para muita coisa, de facto...looooooool

Zaahirah disse...

O teu é a 3, o meu é a 4 de julho. Claro que a minha dieta já começou há mto, porque isto de mostrar a barriga no tivoli requere mta responsabilidade!! =P

I. disse...

O meu cérebro congelou de inbeija ao me aperceber que há pessoas que podem fazer dieta comendo fritos. E seis. De uma vez.

(com uma dieta dessas eu engordava que nem uma vaca: as minhas saladas levam carninha assada ou queijo fresco ou assim)

I. disse...

(já não me lembro há quanto tempo não como um rissol. e batatas fritas. e só para manter o peso, que já é a mais e tudo. vou ali cortar os pulsos e volto já)

Alexandra disse...

Jedi,

Dão para uma hora de salsa e para hora e meia de contemporâneo.

Zaahirah,

Se fosse só a bariga...

É verdade, ainda não perguntei onde será o meu!

I.,

Verdade que tenho um metabolismo abençoado mas com o exercício que faço, basta-me fazer uma refeição ligeira ao jantar para perder peso.

Claro que, com esta brincadeira de poder abusar, qualquer dia sou diabética e tenho problemas em tudo o que é órgão do corpo...

E a providência também me prega partidas com as hormonas, como, por exemplo, andar magrinha no Inverno e chegar um balão ao Verão.

Não tenhas inveja! :-)

Mozka Tché Tché disse...

Há aqui um problema qualquer...
É que só conheço um sitio que vende rissóis COM camarão em vez da sua essência. E isto há anos...
Portanto, o tio só imita a concorrência.

Mad disse...

Pois, já estou como a I. Dieta com fritos??? Mais valia comprares camarões à séria, refogá-los em pouco azeite com spaghetti e coentros - dava-ta resistência para dançares por 2 horas e não tinha quase gordura. Mas para quem come uma banana E uma ferradura ao lanche... :DDDDD

Alexandra disse...

Moska,

Onde?

Mad,

Ahahahah! Noto que também faço isso. Vario muito! Não como rissóis todos os dias! Vario com croquetes, pastéis de bacalhau, coxas de galinha panadas... Por aí adiante!

Anónimo disse...

Boa noite Alexandra!

O "obtuso", como me designas simpaticamente, (sim, porque simpatizas comigo, eu sei) está aqui com uma "pulga atrás da orelha":dias 3 e 4 no Tivoli????
Ai que a Sra Dra vai participar na Gala "Dança Livre"!!!!!

Se sim, PARABÉNS! Soube escolher a melhor escola de dança de Portugal!
(que frequento e conheço muito , muito , muito bem)!

Há coincidências?

E por favor , não comas fritos! Um por mês, no máximo.Mesmo com o metabolismo acelerado que dizes ter(o meu também o é) , não estamos livres de ver o colesterol disparar,apesar de termos massas de índice corporal baixas.

Fritos, jamais! Muita água, sopas de legumes, frutas de todas as espécies, tomate maduro com alhos ou cebola e azeite.Queres energia? duas bananas e/ou um punhado de nozes(bom colesterol), pão integral.Chocolate com moderação, não está proibido(desde que não te faça borbulhas, pois a tez de uma bailarina tem de estar perfeita)


Alma Gémea do Borys
(que de obtuso nada tem, lol)

Anónimo disse...

Mad, "dava-ta" não! "davam-te".

Anónimo disse...

esqueci-me de assinar o reparo à Mad

a.g.do Borys

Alexandra disse...

Tivoli é ali a menina Zaahirah! Leste mal!

O meu é dia 3 mas não no Tivoli.

Não, não! A Dança Livre não é a melhor escola de Portugal! Já lá fiz algumas aulas mas ficou aquém das espectativas e da escola que frequento em vários aspectos. A começar pela simpatia e ambiente. Lá senti que ia fazer aulas. Onde estou sinto que vou aprender. Não quer dizer que não tenha bons professores mas o meu coração está mesmo com a minha escola, onde em pouco tempo evolui tanto.

Quanto à alimentação, vê-se mesmo que és novo aqui. Já sei, colesterol e diabetes mas eu tenho tanta saúde que terei que morrer de alguma coisa, sob pena de ficar por cá a atazanar as pessoas durante séculos. Não sou daquelas pessoas que come para viver. Mais facilmente vivo para comer.

Não me interpretes mal. Adoro legumes, grelhados, cozidos. Mas também não dispenso as farinheiras, chouriços, queijos, folhados e por aí adiante. A questão não é apenas a energia. É o prazer que retiro de comer.

Sou uma "bailarina" sui generis. Se a tez não estiver perfeita, é por isso que a Estée Lauder e a Helena Rubinstein o são.


Mad,querida

Estás feita. Arranjei um corrector portátil e dos que buzinam... :-D

Anónimo disse...

A Dança Livre é a melhor escola de dança de Portugal!
(conheço todas...)
a.g.do Borys

Adios Alexia, vou mudar-me para o blog da Zaah...qualquer coisa.Até porque dia 4 lá estarei no Tivoli(bastidores...não, não sou o costureiro, lololol)
Já não te businarei mais, lololol.Vá, não fiques com esse arzinho triste, não fica bem a uma senhorita advogada-empresária!

Mas já reparaste que, desde que entrei en cène, os comentários dispararam no teu blog?

Agora olha, chutaste-me, voltará ao marasmo...temos pena.

Entretanto lê muito, para aprenderes a escrever melhor e sem calinadas.

Alexandra disse...

Ahahahaahahah!

Os comentários dispararam?

Venha o marasmo!

Não se preocupe. Já adquiri boas gramáticas. Ficam perfeitas com os vasos das minhas begónias sobre as mesmas.

Ana disse...

Rissois de camarão? Eu morria de fome... eu não gosto de camarão (só de o descascar mas isso é outra história)
Beijo

A disse...

ena! um corrector portátil e dos que buzinam, que fixe! já agora aproveito, tenho uma dúvida: é assim que se escreve 'pedante'?

Alexandra disse...

Ana,

Quando for assim, chama-me que trato deles!

A,

Pois, eu não arrisco. Talvez a infopédia...

Mozka Tché Tché disse...

Restaurante "Os Courenses" em Alvalade.
:) minham.
E belos croquetes, minham!

fu** fiquei com fome...