sexta-feira, setembro 08, 2006

Classificados

Tamarazinhas enroladas em bacon,

Procura-se pedaço de terra ensolarado para passar Inverno rigoroso.

Nada de imitações, câmaras de lâmpadas fluorescentes e ultravioletas de 500 mil volts estão out.

Basta um pedacito de terra, areia, relva, ajardinado ou selvagem tipo naufraguei e fui dar a uma ilha deserta.

Requer-se que seja ensolarado, temperatura no mínimo amena, para não dizer a torrar, algumas aragens, de preferência com cheiro a maresia, nada de vapores húmidos e mosquitos, pois se pretendesse uma selva, pedia a amazónica. Cobras e jacarés não!!

Tamanho modesto ou tipo casa de bonecas já é bem vindo, contando que preencha os requisitos anteriores.

Se optarem pelo estilo selvagem, tipo naufraguei e fui dar a uma ilha deserta, por favor incluam: protector solar, baton para o cieiro, óculos de sol e de ver e necessaire afim, perfume, agasalho, uma ou duas roupitas sexy e música variada. Par romântico moreno, prático, que saiba conversar, dançar e sorrir, corpito em forma, mas nada de brutamontes insuflados, cromos da bola ou figuras tipo como é bom ficar sentado no sofá a ver televisão. Água do luso, livro de receitas de culinária para o ar livre, kit como acender uma fogueira, papel, caneta, máquina de costura, toalhas de turco branco e biblioteca considerável. Uma ou duas (ou mais, ou mais...) latas de leite condensado oferece-vos entrada directa no céu!

Dá-se preferência à proximidade do mar, temperatura da água acima dos 27 graus e céu estrelado à noite.

Caso o factor oceano não seja possível, considerando o estado de emergência desta vossa amiga, também se aceita uma villazita no meio do sahara, rodeada de areal escaldante e infindável (sem escorpiões e serpentes, please!!). Com umas garrafitas de água e um abanozito já fico feliz. Dispensam-se Xeiques e afins. Não há pachorra para histórias de mil e uma noites nem tenho vocação para geicha ou odalisca.

Não esquecer alojamento e mantimentos suficientes para o Raggae.

Caso encontrem algo, é favor reportar imediatamente a esta vossa amiga desesperada, amante de raios de sol, actualmente já funestos e efémeros. Eu sei... hoje tá sol... mas já antecipo... já antecipo...

Máxima urgência.

Inverno, não!

Bronzeado, àgua salgada e jantares na praia à luz das velas, sim!

3 comentários:

M. disse...

Eu alinho nessa!

Em vez de advogar podíamos dar aulas de mergulho ou quem sabe ensinar a montar camelos...

AnaSSantos disse...

Boa! Eu até tenho um talento especial para domar camelos!

Dromedários também...

André disse...

Xaninha, vamos já providenciar isso!