quarta-feira, agosto 16, 2006

Borboletas...

Quem me conhece sabe que não sou propriamente fã de frases feitas. Mas enquanto dava voltas à cabeça para arranjar forma de salvar um contrato muito mal amanhado, lembrei-me de uma que li há uns tempos.

“Men who have a pierced ear are better prepared for marriage. They've experienced pain and bought jewelry.”

Mas o que é que isto tem a ver com o trabalho? Absolutamente nada! Nada de novo então… a imaginação galopante atrás dos moinhos de vento, para não variar.

Passa-se ao lado do casamento, também para não variar, lembro-me da Mónica e da sua orelha retalhada, que lhe valeu um valente mesito de caretas e respirações sustidas, e por fim chego ao destino, com o Frankenstein, à entrada, de braços abertos a dar as boas vindas. Um mundo caricato, cómico e algo assustador, muito, muito “kitsh”, um mundo que não é o meu mas que me cativa desde a minha primeira visita.

Apetece-me mesmo fazer outra tatuagem. Quem faz uma e gosta quer repetir a dose. E ando há anos nisto. E só compreende quem já o fez. Dizer que a dor física aliada à arte é sobretudo uma catarse espiritual? Que entramos dentro de nós e passamos a conhecer-nos melhor? Não se explica. Faz-se. E geralmente sai-se com um sorriso.

O que é certo é que a vontade é tanta que há dias até sonhei que tinha feito uma pequena borboleta abaixo da barriga, no canto esquerdo. Barriga? Então mas não era para o calcanhar?? Borboletas? Mas nunca achaste piada!! Há coisas que não vale a pena explicar…

Até ando ansiosa para que o Verão acabe, o sol dê lugar à chuva e impossibilite as romarias à praia…

2 comentários:

Hugo disse...

Ai mulher, vais parecer uma banda desenhada. Mas na barriguinha é sexy! Aprovadíssimo!

Raquel disse...

Minha maluquita!

Andas a guardar os textos para entregares numa editora e seres famosa e nós ficamos aqui a pão e água.

Faz favor de desenvolver! Fazes melhor que isto. Eu também sou apologista de voltares ao diário, desta vez não secreto! Era desta que descobriamos os podres, os segredos...

Beija