terça-feira, abril 20, 2010

Já sei, já sei

Não escrevo há tempos, tenho uma extensa lista de assuntos pendentes (com relevância histórica e nacional), mas deixo-vos um dos meus professores favoritos que está a competir naquele programa que anda de boca em boca.



Vasco, és o maior!

Rita Spider e Tiffanie, vocês também!

E, pronto, é assim, parafraseando qualquer tuga nas duas expressões mais "carismáticas" de Portugal.

Daqui a umas horas, lá estou eu, a ter aulas com o Vasco.

Roam-se.

Dançar é ou não "quelque chose"?

7 comentários:

Filipa disse...

O programa tem sido uma desilusão. Acho inaceitável que se dê tanto ênfase aos cromos e pouco destaque aos bons bailarinos que este país tem (alguns bons exemplos referidos por ti). Mas, tenho esperança que melhore...

Beijocas e força nessas aulas! Devem ser o máximo...

SillyTalk disse...

É contagiante, dá logo vontade de começar a dançar!
; )

Jedi Master Atomic disse...

Ya....reconheci-o logo quando começou a fazer o robot ;)

Também gostei de ver a Tiffanie.
A Rita Spider acho que falhei.

Queen of Hearts disse...

O pop & lock dele é muito bom! :) Foi dos meus preferidos neste último programa e nem sequer sabia que ele era "pro" :)

A disse...

http://contameoutraestoria.blogspot.com/

MagicWoman disse...

Olá,
não tenho acompanhado o programa com muita atenção, mas penso que há por lá gente muito boa!
Vamos ver se no final, se destaca a qualidade ou se vencem os que são conchecidos de grande publico, nem sempre conhecedor da dança.

Gosto muito do teu blog e venho muitas vezes espreitar :))

beijinhos e boas danças

Alexandra disse...

Filipa,

Penso exactamente como tu. Para não falar da vergonha de terem ido buscar coreógrafos ao estrangeiro quando têm tão bons ou melhores que aqueles.

Silly Talk,

Nem imaginas!

Jedi,

Já viste a Rita?

Queen of Hearts,

O Vasco é um dos melhores mesmo e muito reconhecido a nível internacional.

A,

Estou TÃO DESACTUALIZADA!

MagicWoman,

Os que ficaram agora na final são mesmo os melhores e nós temos em Portugal bailarinos com uma qualidade brutal (fora os que estão no estrangeiro a dar provas vivas). A minha grande preocupação são os coreógrafos escolhidos. Que desilusão. Ironicamente, o português é mesmo o melhor e de longe.