quarta-feira, março 24, 2010

Já vos tinha dito que sou óptima à defesa?




Por razões que aqui não interessam, desde o início do mês tenho feito uma pausa à dança.
Pausa, comme si comme ça, na verdade, foi pausa da academia que frequentava, tenho feito aulas noutra, ainda não encheram uma mão o número de vezes que lá pus os pés.

Não por não gostar, é arejada, bom espírito, boa onda, aulas diferentes, professores diferentes (até moços giros tem, notem bem) e para um carneiro tudo o que é diferente e novidade é visto sempre com muitos bons olhos.
Já sei, um mês sem fazer nada é mais que suficiente para perder o trabalho de um ano, o largar a academia que frequentava é perder outro tanto. Ballet, então, para sumir do corpo...
Agora, afastada, reparo que estou a entrar naquela fase limite. Aquela fase em que algo corre o risco de se transformar num martírio e que muito dificilmente voltarei a pegar-lhe, se não tomar imediatamente medidas drásticas.

Sábado, fui lá, participar na festa surpresa e cantar os parabéns a uma amiga.

Foi aí que apercebi-me. Era o dia da estopada de ballet. Ballet I, ballet II, aula de pontas e Musicais (fora as aulas da manhã que já nem participava). Estavam lá todos, a rigor, de sapatilhas. Gostei muito de os rever. Vontade de fazer a aula? Nervoso miúdinho por ser o dia de ballet e eu não estar a fazer? Nada. Nada mesmo. Parece que já não pertenço e digo isto sem mágua ou pena.

Se, no início do mês, as saudades foram muitas, já não me imagino a fazer pirouettes ou piqués por aquele estúdio.

Isto tudo, caríssimos, para informar que amanhã é dia de novos voos e de iniciar um novo desporto, totalmente diferente mas não menos fisicamente exigente, aliciante e vibrante.

Verdade.

Tudo na vida tem um fim, um início (quem sou eu para filosofias baratas) ou uma evoluição, quanto mais não seja, como neste caso.

Sendo assim, minha gente,

Matraquilhos, aqui vou eu!

Fotos: Ballerina Project, a última fotografada na fábrica da Capezio.

9 comentários:

Filipa disse...

Oh! Tens a certeza?! Fico triste... Revejo-me tanto na tua paixão pelo ballet. Mas tu sabes melhor do que ninguém porque tomas esta decisão. Resta-me desejar-te toda a sorte do mundo daqui em diante.

Beijinhos

Piston disse...

Pela estatura tens condições para entrar em campo. Cuidado com o ferro.

tiagugrilu disse...

LOL

Sim, e cuidado com a cinza dos cigarros. NUNCA, mas NUNCA olhes para cima, ouviste?

tavguinu disse...

Finalmente um post, com principio meio e fim !

Alexandra disse...

Filipa,

Não tenho. Pode ser que seja uma fase.

Piston,

Sábios conselhos. Sou mais alta que tu, tá?!

Tiagugrilu,

Estou a contar em jogar apenas em sitios smoke-free.


Tav,

Apesar de nunca ter contado a minha a ventura no golf, não vou ressuscitar a "velha senhora". Se bem que ressuscitar a cor dela seria bonito. Estou tão pálida...

Jedi Master Atomic disse...

E és das que fazem entradas a pés juntos?

Sadeek disse...

Alexandra...olha que já vais começar tarde para teres futuro nisso! Matraquilhos tem de ser logo desde pequenino...

Arranja alternativa...

BEIJOOOOOOOOO

Vani disse...

Olha o tavinho!! o mundo é pequeno! =D

Quando as paixões se tornam torturas, o melhor mesmo é enterrá-las na areia, né? E logo o ballet, bolas, que não é nada exigente, nada...

Šaяa disse...

Sabes que aconteceu-me exactamente a mesma coisa com a ginástica!!
Depois que torci o pé consegui voltar a fazer mas já não foi a mesma coisa, começou a custar-me mais, voltei a torcer o mesmo pé da mesma maneira no ano seguinte (nunca fica bom) e era mais o sacrifício do que o divertimento.
Agora sabe bem treinar de vez em quando e assistir as exibições :)
Não me custa nem tenho vontade nenhuma de estar la no meio... é estranho mas é verdade.