quarta-feira, novembro 11, 2009

Palavras leva-as o vento


E no meio de conversas, juras, promessas, declarações das quais as minhas amigas mais próximas têm sido alvo, não posso deixar de recordar como, este Verão, ele me confidenciou que fui a melhor coisa que lhe aconteceu este ano. Com estas palavras precisas. Mais do que uma vez.

Para descobrir, aqui há uns dias, através do Facebook, que ela, aquela que não queria e que lhe fazia mal, contra a qual fui uma lufada de ar respirável e renovado, e ia esquecer, enterrar e regressar mais depressa que o Lucky Luke, blá, blá, iada iada, está noiva.

Sim, via Facebook e, provavelmente, via todas as redes sociais conhecidas e imagináveis onde pudesse alardear o feito Estou a especular, uma mulher não é feita de gelatina, por isso deixem-me transparecer alguma causticidade. Continuando, parece que estou a ver a cena, ele - nas suas palavras, chorosas, que outrora me comoveram (So silly me - mas, também, vos digo, só acredita quem quer, que aqui ninguém é parvo e eu quis, se quis... Mais silly, silly me.) - amarrado e instigado (muito forçado foi, coitadinho) a pedir-lhe em casamento enquanto ela, agarrada ao laptop, o noticia ao mundo., apesar de me ter calhado apenas aquela (É também a única que sigo.).

E que este episódio romântico-burlesco - que, desde o final do Inverno, vivi agarrada ao computador, dada a nossa distância física, so in love we were, palavras, palavras mil, até ao render do(s) encontro(s) no Verão, onde as coisas bonitas que ouvi dourariam quaisquer fatias natalícias- daria pano para mangas de risota aqui no blogue e sei lá mais onde, um sucesso de vendas, certamente, para uma sitcom ou uma inspiração para stand up, expiação que apenas não faço por puro decoro meu (VERGONHA) em revelar ao mundo "how really silly I am". (A ausência de pontos finais é propositada. Só para perceberem como se fica sem ar, tapete e tudo o mais no meio de floreados natos-mortos.)

Por isso, minhas amigas, agradeço o facto de ser uma pessoa de acções. Quando as palavras não batem com as acções, está tudo dito. Custa, dói, mas é a sólida reali(ver)dade. Quando se deseja, esforça-se. Dobra-se o mundo, voa-se contra o vento, se necessário. 

Tudo o resto é frosting de açúcar. Sabe bem no momento mas promete uma vida de diabetes e complicações.

Nada do que escrevo é inédito. Quanto muito, lugar-comum, ainda assim de relembrar, com a mesma frequência com que se relebram os aniversários e as datas importantes.

Portanto, sacode-se um pouco a pestana, corre-se a fechar portas e janelas, vai-te embora, cantas muito mas encartar-me-ias se, ao invés, dançasses.

Assim sendo, querida A., manda-o bugiar.

Enquanto isso, deixa-me rir mais um pouco de mim própria.

16 comentários:

Admirador da Alex disse...

Não é preciso conhecer a noiva para saber que é um grande OTÁRIO!

Almofariza disse...

Adorei a forma brilhantemente irónica e mordaz com que conseguiste escrever este Post.

Estás muito além... por isso tenho a certeza que vai terminar por cima.

Parabéns, adorei mesmo!!!
Cadês
Almofariza

P.S. Reli o teu texto pelo menos 3 vezes... e não me canso de dizer Parabéns.

O LOBO de....POTT disse...

Deixa lá isso...
Sabes? Do que eu gosto mesmo é de leite condensado...às colheradas..

Um beijo do Lobo

N disse...

Atenção ao engaged do facebook, não te deixes enganar que às evzes as pessoas só põem que estã numa relação ou lá o que é. Eu própria sou engaged no facebook. E não sou.
O facebook é o diabo.

Espiral disse...

Odeio homens... juro que odeio...

Um abraço fechado... não me conheces, mas é muito sentido.

A disse...

que é que eu fiz agora?

aletis disse...

blessed are we who can laugh at ourselves for we shall never cease to be amused. amen

Miguel disse...

Concordo a 200% com a Almofariza.
Gostei muito da forma como está escrito, mas tenho a certeza que no fundo o que sentes é muito menos poético e linear do que o que escreveste.
No entanto isto vem reforçar a minha teoria: Gajos que dizem que amam e adoram e o diabo a sete não prestam. Mas vocês mulheres adooooram uma boa cantiga do bandido ;)

E agora vem a parte egoísta: AINDA BEM!!! Era uma pena o blog ir prás couves :)

beijo

Jedi Master Atomic disse...

A,

Isto não era para ti. Era para a "A."
És mesmo convencido pah !!!

"...ele me confidenciou que fui a melhor coisa que lhe aconteceu este ano..."

Ali como diz a Espiral, os homens são terriveis pah. Eu também os odeio. Viva as mulheres !!!

aletis disse...

já agora, manda essa para o blog homem é tudo palhaço (tudopalhaço.blogspot.com). e se te servir de algum consolo, podes ler o resto das histórias, porque há mais como essa, infelizmente.

Alexandra disse...

Admirador da Alex,

Obrigada. (Deverei fazer as malas e fugir undercover?)

Almofariza,

Obrigada.

O LOBO de....POTT,

Também.

N,

Estava em português "noiva" e não numa relação ou comprometida. Também não vou perer tempo a averiguar pois qualquer uma das hipóteses leva ao título.

Espiral,

Não digas isso. Adoro homens. Nem sequer gosto de ir pela via de "Os homens são todos iguais." (Um dia que o escreva, atenção, estarei a ironizar.)Não são. De todo. Tenho é uma queda pelos sacaninhas.

Beijinho.

A,

Nada, tesourinho.

Aletis,

É mesmo para rir. Aliás, se esta questão não estivesse ultrapassada, não me atreveria a expô-la aqui.

Miguel,

Obrigada. A parte da frustração já partiu há muito. Fiquei surpresa com a do FB mas dei por mim a gargalhar.

Gosto mais de danças dos bandidos, nunca caí muito em cantigas, cá estão as excepções.

Nota para todos. Este blogue só irá para as couves por três razões:

1 - Não ter net (É o que se passa actualmente.);

2 - O trabalho não me deixar tempo;

3 - Ser raptada por um stalker e impedida de publicar (Olho aberto no Jedi e no Piston).

De resto, não será por existir homem nas redondezas que o descuidarei.

Jedi,

Viva! Desde que não me obriguem às reuniões de tuperware e à frequência daqueles ginásios só para elas.

Aletis,

Qual consolo? O meu consolo foi ter-me livrado de bonita. Será que não percebem que saí a ganhar? Mais uma vez, gosto pouco dessas generalidades.

aletis disse...

alexandra, o consolo de saber que há mais histórias assim talvez. acho que uma pessoa se sente melhor por não ser a unica com uma história assim... era só uma sugestão e é claro que saiste a ganhar.

Espiral disse...

Eu também não acho que sejam todos iguais.

E também não os odeio, mas fiquei mesmo furiosa com o que transmitis-te ao escrever o teu texto. Não conheço mulheres a fazer isso. Mas tenho amigas que namoraram rapazes que tinham namoradas e mais casos assim. E isso choca-me.

Eu tenho tido "sorte". Do que sei, pelo menos comigo, foram sempre honestos, a mal ou a bem. Deve fazer parte do meu padrão. Ao menos isso...

Espero que venham melhores dias para ti* E melhores pessoas.

A. disse...

não te estou a perceber, jedi.

Jedi Master Atomic disse...

LOL

Anónimo disse...

Deixa lá, Andava com um tipo... era unica e amava me e bla bla, vi no facebook uma declaraçao de amor dela...


Achei gira a coincidencia

Tb concordo ctgo n generalizo, mas meto os em gavetas, e estes estao na gaveta dos cabrões =)

Kiss