quinta-feira, março 19, 2009

Back Forward


São pequenas coisas.

As que sinto falta não são muitas.

As que nunca lá estiveram são mais mas dessas ainda sinto mais falta.

Então, deixa-se de ver o horóscopo diariamente.

Já não há expectativas.

Existe apenas o que tenho à frente e o que agarro nas mãos. Com ou menos força.

Derrotista? Não. O resto construo eu. Quando quero e como quero. Assim, será. Assim espero.

Afinal, sempre há expectativas. Para lá das que matei e subtraí.

Ou teimosia.

Seja qual for, Mundo, tenho a dizer que respiro, vivo, rio, choro, como, durmo, danço e faço caretas.

Não desisto.

Mas a saudade...

Saudade

É a palavra portuguesa que mais dói.

12 comentários:

Mozka Tché Tché disse...

e ainda nem me conheceste...

:)

Jedi Master Atomic disse...

ASLDKFJSLDFJSLDJL
DLSDFJSKFHSKDJHKD
SDESJLDFJKSLDFJKD
ASDXSKDFLSKDFJKDJ
SKDJALSKDJFLKDJFK
SKDJKNSDFJSJKFJHD
SKDJFKDSFKDLFKLDL
KJDFHJDRSJKFKDJDK
SKDJFSDJAKSJDFHJD

Alexandra disse...

Mozka,

:-)

Jedi,

Piraste?

Jedi Master Atomic disse...

Eu vi logo que esta gente das "letras" não tem espirito de decifrador.

É para encontrares alguma coisa escondida nas letras :P

Alexandra disse...

Homem,

Gastei o tempo que tinha a por smiles na foto.

Brincava a isso quando era miúda!

Jedi Master Atomic disse...

Cada um brinca com o que tem...loooooooooooooooool

R. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
R. disse...

"As que nunca lá estiveram são mais mas dessas ainda sinto mais falta." :)

É que é mesmo isso! Em cheio!

Alexandra disse...

Jedi,

Enquanto não for para encontrar uma lata de leite condensado cozido, não brinco.

R.,

É uma maleita geral.

Alexandra disse...

Encontrei uma couve. Será?

Rodrigo disse...

"Saudade
É a palavra portuguesa que mais dói."

Essa é a melhor descrição que vi até hoje.

Cumprimentos

Rodrigo

Alexandra disse...

Obrigada.