quinta-feira, janeiro 22, 2009

O fim dos blogues

Assistimos a um crescimento desenfreado da blogosfera, que ditava uma liberdade de expressão muito mais vibrante que a da comunicação tradicional. Liberdade de expressão, quantidade e qualidade de informação, impressões.

Uns diziam até que seria o fim da comunicação social, dos livros, revistas e jornais como conhecemos até hoje.

Todavia, outros há, e muitos, que, desde cedo e há algum tempo, vaticinam o fim dos blogues.

Neste momento, começo a acreditar na veracidade desta previsão.

Eu própria passei por um encerramento que durou seis meses. Regressei e, salvaguardando devidamente as minhas vidas profissional e pessoal/emocional, dou por mim sem saber o que publicar. A considerar tudo banal, já escrito e repetido pelos milhares de blogues criados mundo fora. Se mudo o rumo, fico em casa alheia. Leite Condensado às colheradas (política? sociedade? economia mundial? sexo? poesia? literatura?...)

O meu regresso foi até doloroso.

Por diversas razões, uma das quais escassez de tempo, estive fora do meu e de todos os blogues que acompanhava. Ao regressar a estas janelas indiscretas, abruptamente verifiquei que, entretanto, várias encerraram. Que outros perderam o interesse, por estarem no mesmo marasmo que eu, isto é, ou publicam banalidades repetidas ou remetem-se ao silêncio, pontuado por uma música ou uma gracinha.

Não enchem os dedos de uma mão os blogues que realmente me satisfazem. Já foi o tempo que me perdia eternamente navegando de página em página. Hoje, se o faço, é por insatisfação.

Dou por mim na mesma encruzilhada que me vi há sete/oito meses atrás. Vejo até "colegas" que dizem ir mudar de nome de blogue por que este já não os/as satisfaz. Encaro isto com a mesma naturalidade. Crescemos, amadurecemos. A mudança faz parte da nossa vida e, geralmente, não a vejo com maus olhos. Todavia, parece errado desvirtuar este espaço que nos acompanha há alguns anos.

Da minha parte, tenho duas opções. Ou crio, paralelo a este, um novo blogue, com nome e objectivos diferentes, de preferência completamente anónimo, onde darei largas e espaço a tudo o que me apetece menos isto. (Este deixa de ter sentido... mas é o meu espaço...) Ou mantenho este, esventro a introdução do cabeçalho, doa a quem doer, esventro o título, o conteúdo e será como viver numa casa onde a decoração nada tem a ver connosco. Regressei a pensar nesta segunda hipótese. Ainda não cheguei lá. 

Continuar assim, light, muito light, meio superficial, lá lá lá, não me parece opção. 

Ainda assim, algo me diz que fazer isso é exactamente o que dita o fim dos blogues.

Não sentem exactamente o mesmo? Caminharemos todos para lá?

Terá a crise também chegado aos blogues?

P.S. - Não estou a ditar o fim do Leite Condensado. Isto é apenas um exercício de reflexão em voz alta do que se passa na blogosfera.

20 comentários:

Jedi Master Atomic disse...

Como tenho pouco tempo nas mãos e por isso estou a ler blogs (loool), vou responder ao teu post :P

Eu vejo um blog como mais uma forma de comunicar com outras pessoas e partilhar alguma da minha boa disposição. Isso é a minha maneira de ver o blog. Existem muitas outras. Há pessoas que usam apenas para depositar trabalhos, outras que contam tudo o que lhes acontece no dia a dia, outras que contam as coisas más e lamentam-se, outras que só contam as boas, outros que partilham receitas de culinaria...etc...

Tanto faz...não interessa...para um blog fazer sentido tem que ter, da parte do autor, a sua personalidade reflectida. Se tu te refreias neste porque há coisas que outras pessoas vão ficar magoadas ao ler, então é natural que o teu interesse no blog vá diminuindo, uma vez que não está a ter a utilidade que querias.

Podes fazer como algumas pessoas e criar outro blog, em que falas de outros temas. Seria uma ideia (desde que me avises qual é porque eu gosto de te ler...lol).

Quanto à frase de titulo deste post: Os blogues não são mais nem menos diferentes do que tanta coisas que existe no mundo. Nem toda a gente tem personalidade para ter um blog, mas a grande diferença é que TODA a gente o pode fazer sem grande esforço, daí existirem tantos. Foi da moda !!! Como toda a gente esttava a fazer, então "vai tudo atrás"....esta filosofia não é diferente da dos hipermercados ou da praia ao Domingo !!!!

Alexandra disse...

Jedi, eu dei o meu exemplo como mera referência.

Esta é sobretudo uma "constatação" do que se passa no geral. Que há gente que não tem perfil para ser blogger e para perdurar um, é verdade. Mas refiro-me aos mais antigos, aos que se destacam, aos que já considero verdadeiras instituições da blogosfera.

Quanto ao meu caso, está (mais ou menos) resolvido. Não vou estar eternamente com a mesma dúvida. Se estivesse, nem teria regressado. Quanto ao avisar, não me levem a mal mas, tendo outro blogue, quero aproveitar o verdadeiro anonimato. Não partilharia. Quanto muito seria mais um blogger que gostariam de acompanhar (quiçá).

Enzo disse...

O bom disto td,è os blogs serem tds diferentes!O meu è 1 canto de amigos,onde exponho fotos q tiro com eles etc,ond coloc musicas q o pessoal gosta e qd n tem nd pa fazer,vem ouvir!Escrevo cenas do dia a dia e outras coisas,o objectiv è eu passar o tempo livre...Tu pode nem ser o teu tempo livre,mas pq te da gosto faze lo,entendes?Vais ver q s assim for,vais continuar mts anos por aqi,j tive mts blogs,ja comencei plo anonimato,mas dpois...N tinh piada,n tinh nd a ver cmg,mudei,mas atencao!N mudei nome nem nd do genero,apenas mudei as cores,faço mt vez para n ser sempre igual,j em minh casa sou assim,adoro tar sempre a mudar as mobilias d sitio,dai o cao tb andar sempre as cabeçadas,no meu blog è igual,ha sempre em va la dar com a cabeça :p Pq n escreves 1 pouco sobre mulheres?Vais ver q os homens n t largam isto,lol,ng as consegue entender e parece q elas continuam a vir sem livro d instruçoes,lol,pods tb falar das mulheres com mau feitio,lol,em resp a isto tou memo a ver a levar com 1 mau feitio matinal,mas e tb m meti a jeito :p

Alexandra disse...

Enzo,

Como disse ao Jedi, o enfâse aqui não é o meu blogue. É o vaticinio do fim dos blogues.

Talvez me tenha expressado mal.

Falar de mulheres é algo que não me puxa. Sei tanto ou pouco mais que vocês, homens. Sei de mim. Por vezes sei mal de mim. Já basta.

Encher isto de homens não é o meu objectivo. Para tal seria bem mais fácil. Os temas recorrentes "Sexo" e "futebol" assim o demonstram.

Refiro os outros blogues, as "instituições". Não os que são meros diários ou registos de emoções mas os que se pautam pela diferença na escrita. Quanto muito pela diferência na transmissão do seu registo diário/sentimental/...

Vou acrescentar ao texto algo que me esqueci.

Alexandra disse...

Outra coisa. Mau feitio matinal já não conta a esta hora.

Enzo disse...

Oh isso è pa ti q madrugas,eu acordei a pouco :p Qd me referia aos homens n era nesse sentido!LOL,ate t digo mais as mulheres gostam mais de falar d sexo q os homens!
Em relaçao aos blogs acabarem,nessa altura vais existir outra coisa qualquer,ate pq td isto veio do HI5,so em portugal è usado pa engates!Pq se vires na America e assim é um blog,as pessoas escrevem muito,aqi!Fotos e fotos com comentarios...

Gi disse...

É quase como a vida: uns nascem, vivem algum tempo e morrem.
Só numa coisa é diferente da vida, isto dos blogues: há osque ressuscitam. :D

Jedi Master Atomic disse...

Alexandra,

Eu percebi o que escreveste, don't worry.

Se a malta se está a fartar dos blogues é por alguma razão forte. Pode também ter a ver com as suas vidas pessoais não estarem a correr da melhor forma. Há tantas possibilidades !!!

Enzo disse...

O Jedi tem razao!Ca pa mim a crise ate os blogs ta afectar!

Mr X disse...

Sei perfeitamente o que pensas. Também já encerrei alguns tascos e nenhum actual me satisfaz plenamente. Apenas decidi ter três ou quatro diferentes pois quem me lê desde o Xá das 5 até ao recente LAB:L está habituado a uma galhofeira e ao tocar no mundo de uma forma simples e inocente. Os outros são diferentes e nem sempre actualizados, mas prenchem-me mais a alma.
Podes fazer o que te dá na real gana. Uma coisa que eu já percebi, pois já também fechei blogs porque me fartei ou por outra razão, é que isto fica no sangue. É muito difícil conseguir fechar esta janela para o mundo. Daí os constantes ressurgimentos.
Faz o que te der na cabeça. Fecha, muda, termina, acaba, recomeça, reinventa.
Mas depois n te esqueças de avisar quem te lê.
:)

Textículos disse...

Chama-se a isso ciclo de vida do produto.


"Any (...) is constantly seeking ways to grow (...) by maximizing (...) to maintain viability(...)."

A partir de determinado ponto o blog simplesmente deixa de fazer sentido como ferramenta para expor aquilo que somos/quisermos, até que evolua no sentido que mais nos adequa ou surge uma nova forma de comunicarmos. Ou provavelmente a nossa angústia de novidade, ou talvez ainda cansaço.

Alexandra disse...

Enzo,

Quanto ao gostar de falar de sexo, ver post infra.

O hi5 é um fenómeno ultrapassado ou de gente miúda. O que está a dar é o facebook (até ver).

Gi,

Pois... Milagres, mas milagres verdadeiros, é no Leite Condensado. :-D

Jedi MAster Atomic,

Eis que acredito no inverso. As pessoas escrevem mais e melhor quando estão tristes e deprimidas.

Isto da crise foi inventado para não ver por aí tanta pessoa feliz, apaixonada, amada, com bom sexo, vida profissional no auge, realizada...

Enzo,

A crise dos blogues é outra (Juro que já não posso com esta palavra.).

Mr X,

Finalmente, alguém! Mas não consigo ser tão vagabunda assim com os blogues. Talvez seja mais fácil para os homens... :-D

Textículos,

Bem visto. É outra forma de ver o assunto. Pelo produto/meio e não pelo conteúdo. Se bem que eu acho que o meio ainda é "perfeito" na sua forma de funcionar. Nós é que tropessamos no conteúdo.

Piston disse...

É algo que não me preocupa. Só se devem manter vivos enquanto tiverem alguma utilidade para o autor.
O meu serve para gritar. Continuo a precisar de gritar, logo...

Mr X disse...

Nós, homens, somos fáceis, ehehehe.
Quer dizer, temos a fama.

Enzo disse...

Post infra?N encontrei :s

Alexandra disse...

Piston,

E como leitor? Quando já não encontras?

Os blogues serão apenas um exercício unilateral? Se o forem, também serão condenados ao fim. Se não há leitores, não há publicidade, não há suportes para blogues.

Mr. X,

:-) É...

Enzo,

http://leitecondensadoascolheradas.blogspot.com/2009/01/lets-talk-about-sex-maybe-not.html

Enzo disse...

Peço desculp j entendi,mas n vas por ai :p

Miss G disse...

De uma maneira ou de outra os blogs repetirão sempre os mesmos assuntos com as nuances de mudança de personagens e cenários. Mas concordo contigo: vejo muitos blogs que se repetem excessivamente, não trazem nada de novo, não têm sal, não cativam.

E depois coloca-se a questão se esse blog não será apenas um diário onde se descarregam frustrações, sem qualquer intuito de atrair leitores ou fazer parte da história da blogosfera.

Um blog deixa de fazer sentido primeiramente quando o autor já não se identifica com ele, não lhe é útil ou proporciona prazer. E os (pseudo)leitores podem sempre não voltar.

Certo mesmo é que blogs com temas diferentes, pontos de vista interessantes estão em falta.

Alexandra disse...

Miss G,

É exactamente o que penso. A novidade e originalidade também é dificil. Mesmo quando aparece, passa a ser massificada.

Piston disse...

Continuo a encontrar muita coisa boa para ler e gente muito inteligente com quem posso partilhar ódio de forma livre.
Já retirei muita coisa boa desta brincadeira dos blogs e acho que ainda não terminei.