sexta-feira, abril 13, 2007

O poder da mente


Tenho verdadeiro pavor a que existam, de facto, pessoas que realmente consigam ler as nossas mentes. Olham para nós fixamente e adivinham os nossos pensamentos.

Imaginem que vou no autocarro, toda contente, a pensar em sexo, a visualizar uma daquelas coloridas cenas com alguém. Olho para o lado e tenho um tipo qualquer a olhar para mim e... "Ohhhhh, não! Ele sabe??????"

Nota: É por essas e por outras que, quando tenho esse tipo de pensamentos nos transportes públicos, tento pensar em veleiros ou patinhos bébés. Ninguém se choca com raparigas que pensam em patinhos fofinhos a nadar no lago.

11 comentários:

Jorge disse...

Deves pensar em patinhos deves...
Patinhos a acasalar!

Alexandra disse...

Patinhos fofinhos a nadar no lago e a dizer adeus aos peixinhos!

heresias consentidas disse...

olá

e o sexto sentido das mulheres? os homens não sofrerão kom ixo? um gajo num se sente "despido" kd elas olham com akele olhar axim tipuh "anda ká keu já te atendo"?!!!

bah! num penxes nixo: penxa em tudo o k te der na veneta! axim km axim os gajos penxam spr o k kerem das gajas!... e o vice-versa tb é verdadeiro!...

xi-coração
herc

ps: és rika? tens calçado da fuster?

Alexandra disse...

Olá,

Heresias, estás com algum problema no teu teclado???? Virus, "perhaps"? Teclas com o domínio errado??

Quase que tive de tirar um curso de detective para decifrar o que disseste!

Só para que conste, O MEU BLOG NÃO É O HI5!!!!

Sofrem agora! Eu não levei este texto para a dicotomia homem/mulher. O meu problema é mesmo se alguém (homem ou mulher) consegue mesmo ler pensamentos. Um bocado desagradável, não achas? Estás tu a pensar "Ora, embora lá assaltar esta velhinha", ela lê-te o pensamento e, antes que faças qualquer coisa, levas com a bengala. Não me parece bonito...

P.S. - Não sou rica. Gaja que é gaja tem calçado da Fuster. Um armário cheio. Se vier a ser, pretendo substituí-lo por Manolos.

Jorge disse...

Se não fosses tão desagradável para com os teus leitores sub-10, acho que não gostava nem um bocadinho de ti.

Alexandra disse...

Errrr... eu tentei não ser desagradável!

Ainda pensei em largar-lhe uma máquina de lavar a loiça em cima, mas como, gastei o dinheiro todo no calçado, não posso comprar uma nova...

Heresias,

Brincadeira! Aqui nada se leva a sério! (Por enquanto, pois o discurso sobre o estado da nação anda a ser preparado!)

Alexandra disse...

Credo! Troquei as virgulas todas...

Jorge disse...

Não sejas modesta. És uma pessoa horrível.

Alexandra disse...

Pois sou! Hihihihih

Jorge disse...

Onde deixaste a vassoura?

Alexandra disse...

Ando antes de tapete, umas vez que é mais confortável.