terça-feira, março 20, 2007

Maratonas tu e maratono eu: Buhuuu para...

Sem ordem de preferência,

- O homem tuga. Eu não vi nenhuma mulher a trepar as verdes colinas da zona de partida para baixar a roupinha e fazer um xixizinho. Aposto que as colinas já não são verdes. Aguentem-se, porra!

- Aqueles que fizeram batota e desceram a ribanceira a seguir à ponte. Eram todos barrigudos, tinham bigode ou chamavam-se Kátia Vanessa. E, no final da prova, estavam todos à porta do Macdonald's. É o típico tuga! Se for preciso, o típico tuga faz batota até a comer sardinhas. Diz que quer mais (para não ser menos que os outros) mas dá os restos ao cão.

- Tenda colocada em Belém, a meio do percurso, com mulheres descascadas a dançar ao som da música brasileira. Mas o objectivo não é não criar distracções aos atletas? E os bailarinos masculinos? O dia da mulher não serviu para nada...


- Àgua patrocinadora. Que, à chegada, eu me enfarde com gelados oferecidos e pastéis de belém é uma coisa. Agora, incluirem no saco do lanche uma água dita revitalizante limão magnésio, cujo sabor rondava àgua deslavada com Sonasol limão, com calorias aproximadas às de um iogurte... Ainda dizem que a água não engorda!

- Organização. Cortei a meta duas vezes e apenas recebi uma medalha.

- Corrida do Sr. Primeiro-Ministro. Se conseguiu correr, foi porque o puseram no início da partida. E aposto que os seguranças limparam o caminho. Não é que eu não tenha pedalada, é que ultrapassar uma massa de 40 mil pessoas acaba por ser uma tarefa inglória.

- Afluência. Mais uma vez, estavam a distribuir amendoíns? Fossem todos de branco e diria que estava na bicha para entrar na Casa do Castelo! Ahhh, encontrei várias caras minhas conhecidas. Seus, Seus... saudáveizinhos!

- Mim. Esqueci-me de levar cartões. Qual anti-sismo, qual quê! Aquele balançar da ponte, que todos sentimos e que causou alguns mal-estares e enjoos, justifica perfeitamente uma série de indemnizações cíveis.


- Srs. Dirigentes do Benfica. Para a próxima, tirem a Vitória da porta do Continente do Colombo e deixem a bicha vir connosco.

  1. O accipitrídeo trabalha mais que essa gente toda e merece esvoaçar tranquilamente sobre o rio.
  2. Até a Chita do Tarzan tinha mais sósias e substitutos. Parece-me que se podem levantar aqui algumas questõezinhas laborais...

3 comentários:

Miguel disse...

Juro que pensei exactamente o mesmo quando vi as raparigas! Nem sei como o queniano não se espetou na primeira curva!

Essa do xixizinho...

Aquilo não é água. É coca cola disfarçada.

Só não percebi a do SLB. Mas a àguia era para ter ido convosco???

Alexandra disse...

Não. A bicha estava na porta do Continente do Colombo a promover os kits sócio para o dia do pai.

Aposto que preferia ter vindo connosco!

Anónimo disse...

Eu substituo essas àguas por hamburguers do Macdonalds.